O que se come por cá (29 Outubro a 04 Novembro)

2ª Feira

  • imageesJantar : Dourada grelhada com arroz de peixe legumes
  • Sopa : Legumes

3ª Feira

  • Jantar :  Carbonara
  • Jantar : Frango assado com batata e arroz cenoura

4ª Feira

  • Jantar : Osso buco com gratin
  • Jantar : Carbonara

5ª Feira

  • Jantar : Filetes de bacalhau com arroz de tomate

6ª Feira

  • Jantar : Pernil no forno
  • Sobremesa : Leie creme e Molotof

Sábado

  • Jantar : Magret de Canard com chips de batata doce

Domingo

  • Almoço : Feijoada
Advertisements

Tarefas

Com as novas rotinas há também que ser organizado a nível das tarefas domésticas.

Para iniciar esta nova etapa precisei de dar uma “destralhada” e uma limpeza geral à minha casa. Posso dizer que ficou tudo impec, pronta para enfrentar uma semana de “abandono”.

Depois, a partir daqui tem que haver organização e para tal recorro às minhas listas.

Já não é a primeira vez que tento colocar em prática envolvendo os miúdos mas até ao dia de hoje não tem funcionado muito bem. Vamos ver como corre desta vez.

Capture d_écran 2018-06-15 à 22.13.25

Para que o fim de semana não seja um pesadelo tenho que tentar fazer algo todos os dias, embora nem sempre seja fácil, especialmente depois de um dia de trabalho.

A primeira semana ainda vai ser de adaptação: horários, rotinas mas aos poucos as coisas vão voltar ao lugar !

E vocês ? Como se organizam?

Beijinhos,

Mamicas

 

Novos desafios …

Bom dia a todas,

Estes últimos tempos temos vivido uma situação conturbada. A falta de perspectivas de emprego levou-me a uma situação extrema de “baixo astral” que me afastou de toda e qualquer actividade, principalmente aqui do meu cantinho.

Admito que este tempo em casa me “mostrou” uma dona de casa que não reconheço . Aos meus olhos nunca tive uma casa tão desorganizada, tão imunda. Não precisei de ementas, planos de organização e nada de nada…. Foi o Caos total.

Agora , com a boa nova, volta tudo ao de cima….

Trabalho novo, vida nova ! Novos compromissos e novas responsabilidades e acima de tudo, novas rotinas.

Com o marido a trabalhar em Lausanne e a chegar mais tarde que o habitual a casa, há que nos organizar-mos de forma diferente .  Tudo tem que ser pensado ao pormenor ou corremos o risco de jantar às 10 da noite e pior, passar o fim de semana amarrados à esfregona e ao pano do pó.

Socorro ! Como eu adoro esta adrenalina !!!!!

casa-caos-24

Em breve postarei como me vou organizar !!!!

 

O que se come por cá (23 a 29 de Abril)

2ª Feira

  • Jantar : Gratin de Salmão
  • Sopa : Legumes

3ª Feira

  • Jantar : Filetes de frango grelhado com legumes ao vapor

4ª Feira

  • Jantar : Salada de atum

5ª Feira

  • Jantar : Lasanha de soja

6ª Feira

  • Jantar : Peixe grelhado com legumes salteados

Sábado

Domingo

  • Almoço : Costeletões Grelhados

Caos dos armários

Manter uma casa organizada nem sempre é fácil, eu diria até extremamente complicado.

A coisa complica-se ainda mais quando os espaços são reduzidos e as casas limitadas por imposição dos donos.

Vivo numa casa arrendada, em Genève, onde tudo é muito complicado. Não podemos fazer alterações aos móveis existentes e como tal eu também tive que me adaptar. E que adaptação ….

Cansada de ter que tirar tudo da prateleira de cada vez que precisava de um pacote de arroz que estava escondido da parte de trás, tive que arregaçar as mangas e descobrir uma maneira de arrumar por forma a simplificar a minha vida e de todos que cá vivem.

O caos está instalado na minha dispensa !

Depois de tirar tudo dos armários é necessário descobrir uma forma simples e económica de agrupar tudo por tipo.

Esta foi a solução que eu arranjei para as minhas mercearias.

Aumentei ao número de prateleiras disponíveis ( bem isso ainda posso fazer 🙂 ) e fui comprando diferentes caixas mediante o tipo de produtos que precisava de colocar lá dentro.

Com os produtos agrupados por tipo é mais fácil encontrar o que preciso ( sim para isso o recurso ao uso de etiquetas foi fundamental ) .

 

 

Está longe de ser perfeito até porque a base do móvel não posso mudar mas que mudou radicalmente a minha vida mudou , ficou tudo tão mais simples 🙂

E vocês como organizam a vossa dispensa?

Beijinhos,

Mara Simões

 

Indispensáveis na cozinha – Tulhas

Outra coisa que não dispenso na minha cozinha.

A maneira mais fácil e limpa de armazenar batatas , cebolas e alhos.

 

A alta ideal para guardar batatas e a mais baixa para guardar cebolas e alhos. Cada uma com as respectivas tampas que permitem que limite a entrada da luz e como tal conservar por mais tempo os alimentos.

Um exemplo concreto, no primeiro ano que as comprei esqueci-me de tirar as cebolas antes de ir de férias em agosto. Lembrei-me a meio da viagem e entrei em pânico. Pensei, ai que desgraça, quando chegar daqui a 3 semanas nem vou poder entrar em casa com o cheiro a podre das cebolas. Qual o meu espanto quando voltamos e as cebolas estavam como se as tivesse comprado no dia de anterior! Se poderia ter dúvidas quanto à utilidade ali fiquei completamente rendida.  Resultado comprei mais 2 e agora separo em 4 zonas ( de cima para baixo )

  • échalotes , cebolas doces e alhos
  • Cebolas para o refugado
  • Batatas pequenas de raclette / assar
  • Batatas grandes / batata doce

Assim quando preciso de ir buscar qualquer coisa não preciso de andar a escolher as batatas por tamanho.

Depois parece que em termos de quantidade cabem perfeitamente os sacos de 2kg / 2.5kg que compro habitualmente no hipermercado.

Quanto à arrumação, ficam bem quer dentro de um armário quer mesmo ao lado do fogão ( como eu tenho as minhas ) e o fato de se empilharem permitem ter várias umas em cima das outras.

Vejam como estão as minhas :

E qual a vantagem…. sempre que faço demonstrações cá em casa estão vendidas por natureza !!!!

Um verdadeiro mimo !!!!!

E vocês, como armazenas as vossas batatas e cebola?

 

Beijinhos,

Mamicas

Indispensáveis na cozinha – SpeedyBoy

E hoje o dia é do insubstituível SpeedyBoy !

Quem não conhece o nosso bebé da cozinha ?

É daquelas coisas que já não dispensamos cá por casa .

E por incrível que pareça foi dos produtos que convenceu o meu marido quando eu iniciei a minha actividade como conselheira Tupperware.

Cheguei ao cúmulo de estar numa demonstração logo no início em que só tinha um Speedy Boy e ele ligar-me pois já não sabia como picar cebola e alho sem isso 🙂 🙂 🙂

E a verdade é que já nem me dou ao trabalho de o arrumar no armário , fica mesmo pertinho do fogão sempre a postos para entrar em ação.

Ele pica cebola, alho, pimento, tomate, basilic, oregãos, pinhões, nozes, avelãs, amêndoas e tantas outras coisas.

Da mesma gama há maiores , mas para uma casa de 4 gatos chega perfeitamente.

Os maiores têm ainda a possibilidad de bater alimentos … um verdadeiro mundo a descobrir …  com a vantagem que não consome electricidade.

Há uma promoção actualmente que até vem com um “livro” de receitas em que mostra todas as potencialidades do nosso amigo… desde batido a pestos, ele faz tudo !

Aqui um link para algumas receitinhas de patés , aqui feitos com o grande ( speedy chef ) mas que em pequenas quantidades pode perfeitamente ser feita no Speedy Boy.

É a verdadeira maravilha na cozinha… melhor que ter um igual a este só mesmo ter muitos outros … um de cada cor !!!

E mais uma vez já sabem… para os que moram aqui por Genève eu tenho a solução 🙂 , para os que não moro posso também dar uma ajudinha !!!

Beijinhos,

Mamicas